Cinema: Rio

Alegria, Samba e Concientização…

Rafael, Blu e Jade: Aventuras pela cidade maravilhosa…

Rio conta a história da arara azul Blu que foi domésticada por sua dona, Linda, ainda filhote e por conta disso Blu não aprendeu a voar. Mesmo vivendo em Minessota, nos Estados Unidos, Linda descobre que Blu não é o último de sua espécie e que no Rio de Janeiro existe uma fêmea, e ambos partem para o Rio para livrar a espécie da extinção.

Rio é mais uma grande animação que aparece no cinema. Não chega ao padrão Pixar de qualidade, mas surpreende. Além de uma direção segura de Carlos Saldanha, a força do filme também está nos seus personagens pra lá de carismáticos. O início do filme é muito bem feito com  as aves dançando no ritmo do samba, parece até a comissão de frente de uma escola de samba. E o nível do filme só cresce. E se você achava que só a parte bonita do Rio de Janeiro seria mostrada, você se enganou. A favela do Rio, é muito bem retratada em tela. Não só a favela, como o tráfico de animais. Apesar de serem aves bonitinhas, o filme tem muita ação. Pra isso basta destacar duas cenas; a primeira, a cena em que Blu e Jade fogem dos traficantes; e a segunda a cena da moto, inspirada e muito nos filmes de Jason Bourne. Mas a melhor cena, sem dúvida nenhuma é a cena no sambódromo. Muito dem feita, muito bem dirigida aquela cena. É de ficar de boca aberta. O filme também trata de uma questão muito delicada: o medo. A arara Blu, sempre tenta realizar um voou, mas na hora H ela não consegue. Em meio ao medo, valores como amizade e fidelidade também são mostrados em tela.

É de se louvar o trabalho incrível de pesquisa que a equipe do filme teve para retratar tão bem a cidade do Rio de Janeiro, e só o brasileiro Carlos Saldanha, diretor responsável por A Era do Gelo 2 e 3 e Robôs poderia dar o toque de mestre ao qual o filme Rio precisava. A trilha alegre, divertida e ótima com direito a muito samba ficou por conta do brasileiro Sergio Mendes. Destaque também para a fotografia do filme, que mesmo sendo computadorisada, é digna de indicação ao Oscar.

Belos personagens, e uma história que além de divertir, trata de assuntos importantes, fazem de Rio uma grande homenagem a cidade maravilhosa.

Nota: 9,0

Rio, 2011. Direção: Carlos Saldanha. Com as vozes originais de: Jesse Eisenberg, Anne Hathaway, Leslie Mann, George Lopez, Jamie Foxx, Rodrigo Santoro, Wanda Sykes. 105 Min. Animação.

Evilmar S. de Almeida

Anúncios

Um pensamento sobre “Cinema: Rio

  1. Rio é advento de muita apuração técnica e resultado positivo de um trabalho coeso e preciso. Carlos Saldanha tem todos os méritos por nos agraciar com este longa-metragem que, acima de tudo, é uma homenagem rigorosa para a cidade do Rio de Janeiro. Trilha-sonora a rigor, personagens bem construídos e efeitos-visuais estonteantes. É… ficou devendo no quesito originalidade do roteiro, mas, em suma, é um grande filme! Eu gostei muito!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s