Cinema: Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas

Diversão, Aventura e Vingança…

Jack e Barbossa: Mais uma vez, os destaques do filme.

Neste quarto filme da franquia, o Capitão Jack Sparrow cruza com uma mulher de seu passado, e ele não tem certeza se é amor ou se ela o está usando para encontrar a lendária Fonte da Juventude. Quando ela o obriga ir a bordo do Vingança da Rainha Ana, navio do temido pirata Barba Negra, Jack encontra-se diante de uma aventura inesperada, em que ele não sabe quem temer mais: Barba Negra, ou a mulher de seu passado.

Piratas do Caribe surgiu como um fenômeno em 2003, com Piratas do Caribe – A Maldição do Pérola Negra quebrando assim, a maldição que cercava os filmes sobre piratas, já que o tema sempre era sinônimo de fracasso. Depois, a franquia ganhou duas continuações: Piratas do Caribe – O Baú da Morte em 2006 e Piratas do Caribe – No Fim do Mundo em 2007. E agora, após quatro anos de descanso, Jack Sparrow está de volta com Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas.

Neste novo filme, ação é o que não falta. Desde o começo Jack e companhia nos brindam com muita ação, luta de espadas e lógico muito humor. Johnny Depp mais uma vez dá um show em cena. Mais engraçado do que nunca, Depp se diverte e tira o máximo possível de seu personagem. Geoffrey Rush que fez o seu Capitão Barbossa um dos personagens mais marcantes da franquia, também dá um show em cena. Penélope Cruz, mostrou uma química muito grande com Johnny Depp e isso foi uma das coisas que fizeram deste filme uma diversão.

Uma das preocupações dos fãs, era a ausencia de Orlando Bloom e Keira Knightley, que interpretavam Will Turner e Elizabeth Swann. É claro, que após três filmes, não tinha como os dois não fazerem falta, e sim fazem falta. Mas analisando o roteiro deste novo filme, ficaria dificil encontrar um local para os dois nesta trama.

A Direção ficou por conta de Rob Marshall, que não é muito chegado em filmes de efeitos especiais ou filmes com esta temática. Só para se ter idéia, em sua carreira, o filme com mais ação que ele dirigiu foi Memórias de Uma Gueixa em 2005. Outros filmes de sua carreira incluem, Chicago e Nine. Mas Marshall não decepciona, e se mostra bem seguro.

O roteiro fantasioso, tem bem a cara da franquia. Navios amaldiçoados, Kraken, pirata sem coração, já tinham sido temas, e nada melhor do que abordar a Fonte da Juventude nesta quarta aventura. O filme ainda conta com a trilha sonora de Hans Zimmer que continua fantástica, e é impossível não sair da sala de cinema batucando o ritmo da trilha. Impecável!

Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas, não é a obra-prima que o primeiro filme foi, mas consegue trazer, aventura e ação dosados com muito humor.

Nota: 9,0

Pirates os the Caribbean – On Stranger Tides, 2011. Direção: Rob Marshall. Com: Johnny Depp, Penélope Cruz, Geoffrey Rush, Ian McShane, Stephen Graham, Astrid Berges, Keith Richards, Kevin McNally, Gemma Ward, Richard Griffiths. 141 Min. Aventura.

Evilmar S. de Almeida

Anúncios

Um pensamento sobre “Cinema: Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s