Memorável: O Auto da Compadecida

Chicó e João Grilo: Espertezas que levam a muitas confusões.

O filme conta as aventuras de João Grilo, um sertanejo pobre e mentiroso, e Chicó, o mais covarde dos homens. Ambos lutam pelo pão de cada dia e passam por diversas situações, enganando a todos da pequena cidade em que vivem.

Chicó e Rosinha: romance.

O filme é um dos grandes sucessos do cinema brasileiro depois da retomada. O sucesso é graças as brilhantes atuações, a uma ótima direção e um roteiro primoroso.

O elenco é espetacular: Matheus Nachtergaele, Selton Mello, Rogério Cardoso, Denise Fraga, Diogo Vilela, Marco Nanini, Lima Duarte, Bruno Garcia, Fernanda Montenegro… entre outros. Juntos, eles mostram uma sintônia perfeita, e também notamos o quanto os personagens são bem contruídos. Guel Arraes se mostra bem a vontade na direção, e com isso conseguiu dirigir cenas inesquecíveis nesse filme que tem como plano de fundo a vida dura do nordestino.

Dora: Adora homem valente.

O roteiro riquíssimo trata de diversos assuntos: Ganância (Bispo e Padre, discutindo pelo dinheiro), traição (a mulher do padeiro, com os seus casos), preconceito (João Grilo quando vê Jesus), e morte (as mortes dos personagens principais). Tudo isso com a dose certa de comédia e uma pitada de drama no final, deixam esse filme armazenado na memória por muito tempo.

Uma das melhores sequências é logo uma das primeiras do filme: do momento em que a cachorra de Dora fica doente, até o funeral dela, o espectador percebe o quanto o roteiro é perfeito com seus diálogos inspirados e uma direção impecável. O entrosamento dos atores chega a ser impressionante.

Genial: Covarde coloca dois valentões pra correr.

Outra parte bastante engraçada e de total força das atuações é a parte dos valentões: desde o momento em que conhecemos Vicentão, passando pela cena genial de Chicó colocando Vicentão e o Cabo 70 pra correr em frente a Igreja sob os olhares de Rosinha e finalizando quando Chicó fica se mostrando de valente pouco antes dos cangaceiros invadirem a cidade… cenas perfeitas, graças aos ótimos atores que estavam em cena.

Fernanda Montenegro vive Nossa Senhora.

O filme dá uma virada de 360º no momento da morte de João Grilo. Apesar de uma mudança no clima do filme repentina, a mudança foi muito bem conduzida. Depois temos a ótima participação de Fernanda Montenegro como Nossa Senhora que além de defender todos, tem uma sequência ótima: enquanto ela fala fotos de nordestinos vão passando… uma das melhores cenas do filme.

O figurino do filme também está perfeito. Tudo construído com a cara do nordeste e não fica devendo em nada. Maquiagem também muito bem utilizada, principalmente para o personagem do Diabo. Luís Melo ficou bem assustador. Até os efeitos especiais são ótimos, transformando o rosto do Diabo, e em outras poucas cenas em que foi utilizado.

Maquiagem e Figurino: Luís Melo vive o Diabo e Marco Nanini vive Severino de Aracajú.

A título de curiosidade, o filme tem alguns erros visíveis: depois de morta, a cachorra de Dora se meche em cima da cama; e na cena que João Grilo esfaqueia Chicó, é visível que a camisa de Chicó está com sangue, bem antes de João Grilo acertá-lo com a faca. Pequenos erros que acabam passando despercebidos graças as atuações do grande elenco e não prejudicam em nada este belo filme.

Uma típica comédia brasileira, tratando de assuntos bem interessantes com um elenco recheado de estrelas, colocando vida na história criada por Ariano Suassuna. O Auto da Compadecida merece sempre ser visto.

O Auto da Compadecida: Nota: 10,0

O Auto da Compadecida, 2000. Direção: Guel Arraes. Com: Matheus Nachtergaele, Selton Mello, Lima Duarte, Rogério Cardoso, Denise Fraga, Diogo Vilela, Fernanda Montenegro, Luís Melo, Paulo Goulart, Maurício Gonçalves, Virginia Cavendish, Bruno Garcia, Marco Nanini. 104 Min. Comédia.

Evilmar S. de Almeida

Anúncios

Um pensamento sobre “Memorável: O Auto da Compadecida

  1. Pingback: O Auto da Compadecida: a musicalidade nordestina de Ariano Suassuna e Guel Arraes – Quem disse, Thiago? Eu mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s