Cinema: Os Smurfs

Canções, Magia e Aventura…

Smurfette e cia, invadem o Central Park.

Gargamel descobre o povoado mágico dos Smurfs e faz com que eles se dispersem na floresta. Desastrado pega o caminho errado e, seguido por outros, entra na gruta proibida que os leva para o Central Park. Voltar para casa é cada vez mais complicado, já que Gargamel os persegue, por isso, os Smurfs resolvem se esconder e são protegidos por um casal.

Impossível não falar da infância nas décadas de 80 e 90 e não lembrar de Os Smurfs. A série de desenhos durou de 1981 a 1990, e sempre foi muito divertido acompanhar as aventuras de Papai Smurf e seus 99 filhos… mas a pergunta é: Será que realmente valeria a pena trazer para as telas de cinemas uma aventura com esses carismáticos seres azuis? Confesso, que eu fiquei meio receoso, mas depois que vi o resultado final, gostei muito do filme. E sim, valeu a pena.

Não que Os Smurfs seja um filme magnífico, e que ficará no imaginário por muito tempo. Os Smurfs é aquele típico filme, para se ver por exemplo em uma tarde de domingo ao lado da família, que cumpre a sua única responsabilidade que é, divertir o público.

O roteiro do filme não tem nada de espetacular, e em algumas vezes chega até a ser previsível, mas isso não atrapalha o divertimento do filme. O roteiro até trás alguns diálogos bem engraçados, mas a grande surpresa fica por conta de temas abordados como, baixa auto-estima e também a decisão de seguir em frente quando temos que deixar alguém para trás. Pode-se até acusar o filme de ser bem dramático em alguns momentos, mas com certeza o filme não seria o mesmo sem esses dramas. Como o filme foi feito tanto para aquele público dos desenhos animados, como para as crianças de hoje, é de se entender o roteiro, já que as crianças de hoje são bem diferentes das de antigamente.

Os efeitos especiais estão perfeitos. A cena de abertura do filme é na vila dos Smurfs, e é realmente impressionante a beleza da cena. Tanto com os efeitos especiais com os Smurfs, como na recriação das casas e na vila como um todo. Os efeitos são tão perfeitos que nas cenas que envolvem água, os Smurfs parecem reais. Enfim, efeitos impecáveis.

O filme é dirigido por Raja Gosnell, o mesmo diretor por trás dos dois filmes do Scooby-Doo. Com Os Smurfs, Gosnell consegue um resultado bem melhor do que as aventuras de Scooby e Cia. O filme não tem muitas caras conhecidas no elenco. O mais famoso é Hank Azaria que está impecável como Gargamel, desastrado e divertido, Azaria tem algumas cenas pra lá de impagáveis. No mais, temos um Neil Patrick Harris que demora um pouco a convencer, como Johan (se é que ele convenceu); e Jayma Mays tem uma atuação certinha, e convence como a mulher de Johan.

O filme ainda trás uma trilha sonora que chega até ser uma surpresa de tão boa que é, e como hoje em dia a moda é fazer referências a alguns filmes antigos, Os Smurfs fazem referência ao filme O Pecado Mora ao Lado, de 1955… a referência é feita pela Smurfette, e pra quem já assistiu o filme de 55, é a famosa cena em que Marilyn Monroe tem o vestido levantado pelo vento.

É isso, um filme simpático que diverte e que chega a tocar em alguns assuntos mais sérios, fazem de Os Smurfs uma ótima pedida para se conferir no cinema.

Nota: 8,0

The Smurfs, 2011. Direção: Raja Gosnell. Com: Alan Cumming, George Lopez, Katy Perry, Jonathan Winters, Hank Azaria, Neil Patrick Harris, Anton Yelchin, Fred Armisen, Sofia Vergara, Jayma Mays, Gary Basaraba. 86 Min. Aventura.

Evilmar S. de Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s