Memorável: O Segredo dos Seus Olhos

Ricardo Darín em uma interpretação estupenda.

Benjamin Esposito se aposentou recentemente do cargo de oficial de justiça de um tribunal penal. Com bastante tempo livre, ele agora se dedica a escrever um livro. Benjamin usa sua experiência para contar uma história trágica, a qual foi testemunha em 1974. Na época o Departamento de Justiça onde trabalhava foi designado para investigar o estupro e consequente assassinato de uma bela jovem. É desta forma que Benjamin conhece Ricardo Morales, marido da falecida, a quem promete ajudar a encontrar o culpado. Para tanto ele conta com a ajuda de Pablo Sandoval, seu grande amigo, e com Irene Menéndez Hastings, sua chefe imediata, por quem nutre uma paixão secreta.

O Segredo dos Seus Olhos é um dos filmes mais incríveis lançados nos últimos anos. Vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2010, este filme argentino é brilhante tanto nos quesitos técnicos, como em atuação, direção e roteiro.

Benjamin e Irene: Paixão.

O filme tem como história principal, o estupro e assassinato da bela Liliana Coloto. Mas o filme vai mais além, e também fala de paixão. Mas o fato do filme ser tão fantástico e o espectador comprar a história, se deve realmente ao assassinato. A brutalidade no estupro foi tão grande que o público fica ao lado de Benjamin Esposito para descobrir quem foi o responsável por um crime tão violento.

O filme é tão genial, e o personagem de Benjamin é tão inteligente, que ele descobre através de fotos quem é o assassino. Em uma cena bem misteriosa e intrigante, Benjamin percebe que em todas as fotos tem um sujeito que olha sempre para Liliana, com um olhar que mostra paixão, desejo, posse… alguns até duvidam que ele seja o assassino, mas ao final percebemos que a percepção de Benjamin estava certa.

Não demora muito para Benjamin conseguir pegar o assassino Isidoro Gómez, mas não foi nada fácil. Em uma cena fantástica passada em um estádio de futebol, no meio da torcida do Racing, Benjamin e seu amigo Pablo acham Isidoro. No momento em que eles acham, o Racing faz um gol, e no meio do tumulto Isidoro escapa, mas o corre-corre continua, até que Isidoro vai para dentro do campo, tromba com um jogador e caído no chão é pego pela polícia. Uma cena fantástica e tensa, dirigida brilhantemente por Juan José Campanella.

O filme tem atuações grandiosas, e isso é confirmado na cena em que Benjamin e Irene interrogam Isidoro. Ricardo Darín (Benjamin), Soledad Villamil (Irene) e Javier Godino (Isidoro), duelam em meio a um roteiro magistral escrito pelo próprio Campanella. A cena mostra também, o quão louco é o personagem de Isidoro, e ao final dela não temos nenhuma dúvida de que ele é realmente o assassino de Liliana. Mas depois Isidoro é solto, e todo o trabalho de Benjamin, aparentemente foi em vão.

Frente a frente com o perigo: Isidoro é solto.

Em uma das cenas mais bonitas  e bem dirigidas do filme, temos o assassinato do amigo de Benjamin, Pablo Sandoval. Uma cena carregada de drama, e que mostra o tamanho da amizade entre os dois personagens. Onde os assassinos chegam procurando Benjamin, e Pablo diz que é Benjamin. Abaixa as fotos do verdadeiro Benjamin, para os assassinos não descobrirem, e assim é morto no seu lugar. Essa cena é narrada por Benjamin, e fica ainda mais tocante.

final surpreendente: Benjamin descobre o que aconteceu.

O filme caminhava para um final aparentemente em que o assassino nunca pagaria pelo que fez. Mas Campanella foi genial e entregou um final envolvente e surpreendente, em que o marido de Liliana, Ricardo Morales prendeu Isidoro em sua casa, e assim ele está a 25 anos. A cena é brilhante, Benjamin abrindo a porta, caminhando, vendo a cela no fundo da casa e de repente Isidoro aparece. Um final grandioso para um filme que foi perfeito em todos os aspectos.

Como já foi dito, Juan José Campanella foi um mostro na direção. Dirigiu muito bem os atores, e fez cenas fantásticas com seus ótimos ângulos e ainda assina o excelente roteiro. Campanella escreveu um roteiro com personagens com personalidades fortes, e tinha que ter atores a altura. Liderando o elenco temos um Ricardo Darín em uma atuação soberba, brilhante, chega até a faltar adjetivos para descrever Ricardo Darín. Soledad Villamil também está incrível, assim como Pablo Rago, Javier Godino e Guillermo Francella. O elenco realmente foi ao limite para fazer uma grande história repleta de grandes atuações. A atuação de Darín, é digna de pelo menos uma indicação ao Oscar. Pena que a Acadêmia não o indicou. Injustiça.

Irene e Benjamin: no final, os dois ficam juntos.

O filme tem uma montagem incrível, e alterna perfeitamente entre passado e presente, de maneira tão delicada que nunca fica confuso. A trilha sonora feita por Federico Jusid é linda, carregada em sua maior parte por um piano inspirado, casa perfeitamente com toda a história do filme. A fotografia do filme também é perfeita, e até o som do filme são impecáveis. A cena no estádio comprova isso.

Um filme que em sua maior parte é tocante. Falar de um amor que encontrou o caminho da tragédia, da maneira como foi contado aqui é realmente de se louvar o trabalho de todos os envolvidos. Um filme que surpreende, e que sempre merece ser revisto. Com certeza é um dos melhores filmes da história já feito na América do Sul, e a Argentina está de parabéns!

O Segredo dos Seus Olhos: 1 Oscar.
Melhor Filme Estrangeiro; 2010.

Nota: 10,00

El Secreto de Sus Ojos, 2009. Direção: Juan Joé Campanella. Com: Ricardo Darín, Soledad Villamil, Pablo Rago, Javier Godino, Guillermo Francella, José Luis Gioia, Carla Quevedo. 124 Min. Drama.

Evilmar S. de Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s