Cinema: J. Edgar

Lealdade, Princípios e Mentiras…

Maquiagem perfeita envelhece Leonardo DiCaprio e outros atores.

J. Edgar é a cinebiografia de J. Edgar Hoover, primeiro diretor do FBI. Por quase 50 anos, Hoover foi admirado e temido. O filme aborda suas decisões à frente do FBI, mas centra a trama que envolve sua vida pessoal, especialmente sua afeição a Clyde Tolson, relação que poderia ter destruído a carreira de Hoover, caso fosse descoberta pela grande mídia da época.

E chega aos cinemas o novo filme do eterno diretor Clint Easwood. O filme mantém a qualidade das outras obras do diretor, e trás um Leonardo DiCaprio em uma de suas melhores atuações.

J. Edgar é o típico filme que você tem que procurar saber um pouco, antes de ir assistir. O filme é a biografia de um diretor do FBI, por tanto, o andamento do filme é lento… Clint vai contando a história nos mínimos detalhes com muito cuidado para que o espectador não perca nenhum momento da vida de Edgar. Talvez seja aí que ele erre um pouco, na duração do filme. Quase 140 minutos é muita coisa, 120 minutos estaria de bom tamanho, mas assim vamos conhecendo os princípios deste homem, que luta por uma segurança melhor do seu país. Depois deste envolvimento com o personagem, Clint insere na trama a relação entre Edgar e Clyde. Relação essa que a mídia jamais poderia saber. Enquanto Edgar tem que esconder a relação, sua mãe vai ficando muito doente. Colocado na mesa estes problemas, tiramos a seguinte lição do filme: por mais forte que uma pessoa possa ser, por trás ela tem problemas, e alguns desses problemas, ninguém pode ajudar.

Apesar da ótima direção de Clint Eastwood, a força do filme está na atuação de Leonardo DiCaprio. É fantástico como a cada filme Leonardo DiCaprio evolui, e aqui ele se mostra dedicado, compenetrado e brilhante como J. Edgar. Quando mostrado na velhice ele cria um sotaque incrível. Naomi Watts é outra estrela que apoia Leonardo no filme, e também está ótima. O quase novato Armie Hammer também é destaque como Clyde. Armie pode ser visto também em A Rede Social.

Agora, o que dizer ao Oscar sobre deixar J. Edgar fora da disputa de Melhor Maquiagem? Em uma palavra: injustiça. O trabalho de maquiagem do filme foi incrível, envelhecer Leonardo DiCaprio, Naomi Watts e Armie Hammer foi um trabalho perfeito. O filme merecia a indicação, e olhando os indicados, não seria exagero se ganhasse o Oscar.

Quase com 82 anos, Clint Eastwood mostra uma vitalidade inacreditável e entrega mais um ótimo filme. Que continue assim, Clint. O Cinema agradece.

Nota: 8,0

J. Edgar, 2011. Direção: Clint Eastwood. Com: Leonardo DiCaprio, Armie Hammer, Naomi Watts, Judi Dench, Josh Lucas, Jeffrey Donovan, Damon Herriman, Stephen Root, Dermot Mulroney. 137 Min. Drama.

Evilmar S. de Almeida

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s