Cinema: Oblivion

Engenhoso, Bonito e Defeituoso…

Tom Cruise em nova Ficção: Deslize no roteiro.

Tom Cruise em nova Ficção: Deslize no roteiro.

Jack Harper (Tom Cruise) é um dos últimos limpadores restantes na Terra. Ele é parte de uma grande força tarefa para extrair os recursos vitais, após décadas de guerras contra uma ameaça terrível conhecida como os Scavs. Tendo a missão quase finalizada e sempre vigiando os céus a metros de distância, sua vida é alterada radicalmente depois que ele salva uma mulher (Olga Kurylenko) em uma nave espacial que caiu. A chegada dessa mulher fará ele questionar tudo o que sabe, e o destino da humanidade é colocada em sua responsabilidade.

Tom Cruise? Morgan Freeman? Ficção Científica? Confesso que estava louco pra ver esse filme. Como poderia dar errado, se o filme apresentava todos esses elementos e o material de divulgação só fazia aumentar a expectativa? Porém, toda a expectativa deixou a desejar, pois o filme não apresenta nada de novo, e ainda por cima tem um roteiro pra lá de estranho e porque não dizer, confuso.

O filme tem um estilo muito parecido com a animação da Pixar, Wall-E. Porém, a primeira parte do filme é enfadonha. A única coisa que aproveitamos disso é a beleza visual do filme. Em termos de fotografia, o filme da um banho e é lindo. A paleta de cores utilizada da um visual incrível ao filme. Na sua segunda parte, o filme (e o roteiro) ficam um pouco, mais interessantes, quando vemos o personagem Jack Harper lutar para ficar com a sua esposa. Mesmo assim, até aí, nada demais. Algo de espetacular tinha que acontecer para o filme ficar interessante, então nada melhor do que Jack Harper encontrar Jack Harper! Isso mesmo! Porém, o roteiro do filme não explica e nem dá um porque disso acontecer… e assim, escorre pelo ralo a última chance do filme se salvar. Some-se a isso, um Morgan Freeman muito mal aproveitado, aí tudo desanda de vez. Joseph Kosinski é o responsável pela direção, o mesmo que dirigiu Tron: O Legado, outro filme visualmente muito bonito, e que é fraco.

Oblivion quis ser muito, e acabou tropeçando. Não vale nem o ingresso de fim de semana, se quiserem conferir, o dia da promoção é uma boa pedida.

Nota: 6,0

Oblivion, 2013. Direção: Joseph Kosinski. Com: Tom Cruise, Morgan Freeman, Melissa Leo, Nikolaj Coster-Waldau, Olga Kurylenko, Nikolaj Coster-Waldau, Zoe Bell, Andrea Riseborough, James Rawlings, Catherine Kim Poon. 129 Min. Ficção Científica.

Evilmar S. de Almeida é comentarista de cinema do Claquetes. Instrutor de Informática por profissão e cinéfilo por natureza, é fundador e Editor Chefe do Claquetes desde 2011.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Cinema: Oblivion

  1. Cara, acho que você não sacou muito bem o filme porque a informação que você está passando está um pouco equivocada. O filme explica o pq de Jack encontrar com Jack, alias se vc não entendeu isso não sacou praticamente a história inteira. Não estou sendo arrogante ou um sabichão tentando mostrar que sei mais, mas esse é o ponto principal da trama. Em resumo a história é isso (spoiler): Quando a Tet se aproximou da Lua de Saturno (Titan) uma expedição foi enviada para abordar e analisar aquele corpo estranho próximo a Saturno. Jack Harper era o comandante da missão. Algo deu errado e Jack soltou o módulo da nave com a tripulação, ficando ele e Vick (que acabam entrando na Tet). Bom, a nave se aproximou da Terra e destruiu a Lua do nosso planeta. Como a Lua é a grande responsável pela vida como a conhecemos, o que rola é que as catástrofes naturais destroem o planeta e matam quase toda a população. Sally, a inteligência artificial dentro da Tet, começa o processo de extração de recursos minerais do planeta e envia droids para proteger seus equipamentos de extração. A inteligência artificial alienígena tbm tem um plano mais elaborado para acabar com os nativos terráqueos que restaram. Ela clona Jack e Vick que são ativos quando adultos e sem uma memória de vida. Diz que eles não têm memória, para sua própria proteção. Conta uma história de que quem invadiu o planeta e distruiu a Lua é um grupo de alienigenas que ainda circula pelo planeta. E cria uma promessa de que ao finalizar suas tarefas eles irão para Titan junto dos outros humanos que estão lá e para onde tbm irão todos os recursos extraidos do planeta. A missão de Jack e Vick fica sendo proteger a extração de recursos naturais do planeta, fazer a manutencão dos droids e combater os alienigenas que ainda vivem aqui. Nesse meio tempo o que sobrou dos humanos (os tais alienígenas) montam uma resistência e minam, como podem, os planos de Sally. Há tbm um problema com a clonagem de Jack, pois ele ainda mantém uma memória genética do Jack original e é assombrado por lampejos (entendido por alguns como um flashback) de uma mulher. O líder da resistência humana consegue, através de um sinal precário, trazer o módulo de hibernação solto da nave antes do ataque da Tet. No módulo ainda está parte da tripulação. Os droids são enviados para aniquilá-los, mas Jack consegue salvar uma tripulante: Julia (esposa do Jack original). Depois ele indo para uma zona radioativa, que é mais uma mentira pois não houve a guerra em que os humanos jogam bombas nucleares, a destruicão da Terra foi um trabalho da força da natureza (com um incentivo da Tet) e Sally usa essas zonas de radioatividade para manter os clones afastados uns dos outros. Eis que Jack 49 encontra-se com Jack-52 e o Tech-49 então entende tudo. Mais tarde o lider da resistência explica o pq de trazer o módulo de hibernação, pq mandou Jack para a zona radiotiva e pq precisava de um clone para chegar até a Tet. E tendo Julia como um trunfo, já que Sally quer ela, Jack vai até a Tet. Sally só o deixa vivo pois percebe uma constante no comportamento rebelde de Jack e decide mudar a equipe de manutencnao e monitoramento do planeta. Só não dá pra saber se ao ser clonada Julia ficaria como dupla de Vick ou de Jack. Acho que tá de bom tamanho isso… Só um adendo: Não acho esse um roteiro superficial ou cheio de furos. É até um pouco complexo. Faz umas homenages respeitosas ao 2001 Uma Odisséia no Espaço, Moon e até Wall-e. O grande furo que vi foi o fato de que com a destruição da Lua a rotação do planeta mudaria redicalmente, ou seja, não teriamos mais 365 dias, o clima e a temperatura do planeta mudariam radicalmente. É bem dificil saber se com um evento desse a vida na Terra ainda seria possível até para um grupo resistir. abção

    • Concordo com o completo resumo do filme (acho q nao era necessário rs) e que no caso, o que Evilmar deixou passar foi o fato de que [/SPOILER] Jack- 49 encontra-se com Jack-52 descobrindo que o plano de ‘Sally’ era ter os clones trabalhando separados na extração de recursos, Cada dupla de clone responsável por uma ‘zona radioativa’ não devendo invadir a outra por “risco de morte”. [/fim do SPOILER]

      Também não achei o roteiro superficial nem com furos.

  2. Oshe, Evilmar! Acredito que ficou claro o porquê de Jack Harper encontrar Jack Harper. Talvez porque eu não tenha criado muita expectativa para este filme, mas pra mim valeu muito a pena o valor do ingresso de domingo. E como adoro lindos visuais, nem notei que o início era enfadonho, mas todos concordam com esta parte! rs Fica bem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s