Cinema: Kick-Ass 2

Kick-Ass e Hith Girl: Quebrando tudo!

Kick-Ass e Hit Girl: Quebrando tudo!

O ato insano de Dave Lizewski (Aaron Taylor-Johnson) em se vestir como o super-herói Kick-Ass e ir para as ruas combater o crime, mesmo sem ter qualquer tipo de superpoder, serviu de inspiração para dezenas de pessoas, que resolveram seguir o mesmo caminho. Mindy Macready (Chloë Moretz) deseja seguir como a super-heroína Hit-Girl, mas o sargento Marcus Williams (Morris Chestnut), que prometeu ao pai dela que iria cuidá-la em sua ausência, não quer que ela leve uma vida perigosa. Com isso, Mindy é obrigada a levar a vida de uma garota de sua idade, deixando de lado os atos heroicos, por mais que Dave insista para que ela faça o contrário. Entretanto, a carreira heroica de Dave não será solitária por muito tempo, já que não demora muito para conhecer o Coronel Estrelas e Listras (Jim Carrey), um ex-integrante da máfia que está reunindo um grupo de super-heróis sem poderes para combater o crime. Paralelamente, Chris D’Amico (Christopher Mintz-Plasse) prepara sua vingança contra Kick-Ass, assumindo um novo codinome: Motherfucker.

Surpreendente. Essa palavra define bem o primeiro filme, tanto para o sucesso que o filme obteve, como para a qualidade do longa. A ótima premissa de pessoas normais virarem super-heróis convenceu o público, e com seus personagens carismáticos, de fácil identificação, e com cenas bem violentas, Kick-Ass: Quebrando Tudo, garantiu uma sequência.

O ritmo frenético do primeiro filme continua presente. E assim vamos acompanhando o herói Kick-Ass que acaba entrando em uma liga de super-heróis liderada pelo Coronel Estrelas e Listras, todos nascidos da inspiração por Kick-Ass. Porém, o roteiro vai muito mais a fundo, e não explora apenas as lutas e a violência, e sim abre espaço para os conflitos da adolescência vividos por Kick-Ass e Hit Girl. Ele que mais uma vez fica se perguntando se deve mesmo fazer o que faz, inclusive chegando até a se aposentar, em certa parte do filme, enquanto Hith Girl vive o conflito de manter uma promessa feita, ou seguir seus instintos de heroína.

Por esses fatos o roteiro merece nota 10, e além disso o filme tem falas pra lá de hilárias, sem falar nas críticas ao gosto dos adolescentes no mundo de hoje. O roteiro também aproveita pra fazer várias homenagens ao mundo do cinema. Impossível não reparar em algumas cenas e não lembrar de Curtindo a Vida Adoidado, Watchmen, Rocky, Carrie: A Estranha… inclusive a cena que lembra o Carrie, é com a Chloë Moretz que está no remake a ser lançado neste ano (tenhamos fé…)

No quesito elenco, Aaron Taylor-Johnson e seu Kick-Ass se mantém na média, mantendo o mesmo nível do primeiro filme. Jim Carrey e o seu Coronel Estrelas e Listras tem um problema: é Jim Carrey. Difícil ver o astro em um papel liderando um grupo de heróis. Não que ele esteja ruim, muito pelo contrário, ele não compromete o filme. Porém se aqui ele tivesse uma pegada mais de O Show de Truman, O Show da Vida e Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças, seu papel renderia muito mais. E acima da média, e de longe a melhor coisa do filme é Chloë Moretz. Sua Hit Girl está fantástica (mais uma vez!). A atriz se mostra bem versátil, ao se mostrar na pele da adolescente cultivando coisas das meninas da sua idade; em paralelo com a heroína pronta pra briga e pra acabar com todos! E fiquem atentos a cena em que Hit Girl está em cima de um veículo… humanamente (im) possível e verdadeiramente cruel, é de longe a melhor cena de ação dos últimos anos.

As cenas de violência são conduzidas mais uma vez com uma trilha sonora animal. Diga-se de passagem, esta sequência é mais violenta e sanguinolenta… para algumas pessoas talvez, vai ser exagerado… A fotografia do filme, assim como no primeiro, está ótima. Efeitos sonoros do filme também estão com muita qualidade.

Kick-Ass 2 é fiel ao original, e de quebra cutuca (será?) um certo herói enlatado (quem disser Homem de Ferro ganha um bombom… haha)… Sem querer dar muito spoiler: na cena final, Kick-Ass diz: “O mundo real precisa de super-heróis de verdade… e não de pivetes brincando de se fantasiar…” Como Homem de Ferro 3, prometeu muito e cumpriu pouco… acho que Kick-Ass cutucou sim, o herói enlatado da Marvel…

Nota: 8,5

Kick-Ass 2, 2013. Direção: Jeff Wadlow. Com: Aaron Taylor-Johnson, Chloë Grace Moretz, Christopher Mintz-Plasse, Jim Carrey, Morris Chestnut, Claudia Lee, Amy Anzel, Clark Duke. 103 Min. Ação.

Evilmar S. de Almeida é comentarista de cinema do Claquetes. Instrutor de Informática por profissão e cinéfilo por natureza, é fundador e Editor Chefe do Claquetes desde 2011.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s