Cinema: Ninfomaníaca – Volume 1

Ninfomaníaca é a mais nova polêmica de Lars von Trier.

Ninfomaníaca é a mais nova polêmica de Lars von Trier.

Lars Von Trier é sinônimo de polêmica. As últimas obras do diretor mostram isso. Seja pelo que nos apresenta na tela como em Anticristo, ou por dar declarações sobre o Nazismo durante o Festival de Cannes em que apresentou o longa Melancolia. Seu novo trabalho, dividido em duas partes, Ninfomaníaca, também vem carregado de polêmica por falar abertamente sobre sexo.

Complicado falar sobre a obra Ninfomaníaca, porque é um filme que ainda não terminou. Mas, podemos dizer que nesta primeira parte, Lars von Trier está levando a obra para o caminho certo. No filme somos apresentados ao personagem de Seligman (Stellan Skarsgard) que encontra ferida e jogada na rua Joe (Charlotte Gainsbourg). Ele a leva para casa, e cuida de Joe. Depois o que temos é uma série de confissões de Joe e sua vida repleta de sexo.

O grande acerto de von Trier é fazer o filme com flashbacks. Assim somos transportados para dentro da história, como se fossemos o personagem de Seligman, e ficamos atentos a todo o conteúdo que Joe vai contanto. Isso foi fundamental para comprarmos a história e fazer com que nós acompanhemos de maneira mais aceitável uma história com cenas que não é muito comum no cinema americano, como penetrações e sexo oral explícitos.

Lars von Trier faz tudo com extrema competência e ainda conta com um elenco ótimo, no qual temos Stellan Skarsgard, que está perfeito no papel do senhor que vai descobrindo o passado desta ninfomaníaca. Seus olhares e sorrisos estão ótimos ao vislumbrar a história. Charlotte Gainsbourg não foi muito exigida, já que o que vimos dela até aqui foram apenas as confissões. Quem ficou com o trabalho maior foi a jovem Stacy Martin, que interpreta a jovem Joe. A jovem atriz se despiu (desculpem o trocadilho), de qualquer vaidade e encara cenas de nudez perfeitamente. Vale lembrar que as cenas de sexo explícito foram feitas por atores pornôs. O filme ainda conta com Shia LeBouf, Christian Slater e Uma Thurman, esta em uma participação ótima.

O filme nos deixa com uma vontade enorme de ver o Volume 2, e essa vontade aumenta mais ainda por conta de um mistério que envolve Joe. Uma das coisas que Joe mais diz enquanto conta a sua história é: “sou um ser humano ruim“. Porque essa mesma mulher que não tem nenhum senso de moral, nem religioso, e que não se importa muito com ninguém, a não ser com ela mesma, quer dizer ao pronunciar isso? Tá certo que já vimos no Volume 1, que devido a sua sede por sexo, ela destruiu alguns sonhos de outras pessoas. Mas vindo de von Trier, essa frase deve significar muito mais.

Polêmico e provocador. Ninfomaníaca é daqueles filmes que fazem você se espremer na cadeira do cinema para não perder nada desta história pra lá de interessante.

Nota 8-5

Nymphomaniac, 2013. Direção: Lars von Trier. Com: Charlotte Gainsbourg, Stellan Skarsgard, Stacy Martin, Shia LaBeouf, Christian Slater, Jamie Bell, Uma Thurman, Sophie Kennedy Clark. 124 Min. Drama.

ass_evilmar

ass_nayara

Anúncios

Um pensamento sobre “Cinema: Ninfomaníaca – Volume 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s