Cinema: A Menina Que Roubava Livros

Inocência e Amizade retratadas na época do Nazismo.

Inocência e Amizade retratadas na época do Nazismo.

Cativante, emocionante, bonito. Essas são algumas das qualidades de A Menina Que Roubava Livros, filme dirigido por Brian Percival, baseado na obra literária de Markus Zusak.

O longa conta a história da pequena Liesel Meminger, uma garota que vive com os pais adotivos na Alemanha, em plena Segunda Guerra Mundial. A menina tem o hábito de roubar livros para ler para Max, um judeu que se esconde em sua casa.

Um elemento interessante do filme (assim como no livro) é a sua estrutura narrativa. É diferente acompanhar um filme narrado pela morte. Fora isso, o filme tem grande potencial na relação dos amigos Liesel (Sophie Nélisse) e Rudy (Nico Liersch). Liesel, linda e encantadora, é o motor do filme e nos emociona quando precisa. Nico é carismático e é impossível não comprar a história do garotinho que é completamente apaixonado pela personagem de Sophia desde o primeiro momento que a viu. O filme ainda conta com os sempre ótimos Geoffrey Rush e Emily Watson, que fazem os pais adotivos de Liesel, com atuações na medida, não precisam fazer muito trabalho para emocionar o público em certos momentos.

O clima do filme, em alguns momentos, é bem tenso. Por se passar na Segunda Guerra Mundial, é difícil não ver com outros olhos cenas pesadas em que temos bandeiras do nazismo sendo hasteadas, ou mesmo em uma das cenas mais fortes, onde o povo e as crianças cantam um hino com os alemães. Cenas retratadas de um passado um pouco distante, porém não menos amedrontador.

O filme conta com uma direção de arte bem mediana. Alguns cenários parecem bem artificiais, não retratando com muita veracidade as localidades. Por outro lado, figurino e trilha estão à altura do que a história necessita.

Apesar do clima escuro e pesado, A Menina Que Roubava Livros está longe de ser um clássico como A Lista de Schindler. Com a mesma pegada de O Menino do Pijama Listrado, é difícil não se emocionar com esta bela surpresa de início de ano nos cinemas.

Nota 8

The Book Thief, 2013. Direção: Brian Percival. Com: Sophie Nélisse, Geoffrey Rush, Emily Watson, Nico Liersch, Roger Allam, Kirsten Block, Heike Makatsch. 131 Min. Drama.

ass_evilmar

ass_nayara

Anúncios

Um pensamento sobre “Cinema: A Menina Que Roubava Livros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s