Cinema: Frozen – Uma Aventura Congelante

Frozen - Uma Aventura Congelante

Frozen: Encanto e magia como a muito tempo não se via na Disney.

A Disney comprova que ainda tem muita magia para mostrar nos cinemas. Seja com seus clássicos antigos como O Rei Leão, A Bela e a Fera, A Pequena Sereia, entre outros ou com o mais recente filme, Enrolados. A sua nova aposta nas telonas é Frozen: Uma Aventura Congelante, um filme repleto de magia, que brinca com clichês de conto de fadas, dando assim um ar todo especial à bela história.

Logo de cara somos apresentados às irmãs Elsa e Anna que se amavam muito, porém, por conta de um dom que uma das irmãs possui, elas precisam crescer separadas. Alguns anos depois, Elsa se torna rainha, mas no dia da sua coroação um acidente devido ao seu dom acaba fazendo com que ela se isole de todos. E assim, a jovem princesa Anna parte em sua jornada para encontrar e convencer Elsa a retornar para a Arendell e assim acabar com o frio eterno que o dom de Elsa causou.

Um dos grandes acertos do filme é ter personagens interessantes e que contribuem ricamente para a história. Além de Elsa e Anna, o filme conta com Trolls que são pedras falantes, Kristoff que trabalha vendendo gelo, o alce Sven, o Princípe Hans e o personagem Olaf, um boneco de gelo que adora abraços quentinhos e que é impossível você não se derreter por ele, com o seu jeito meigo e dócil de lhe dar com as situações. Na versão brasileira, Olaf é dublado por Fábio Porchat, que deixou sua voz perfeita no personagem.

Animações da Disney são um prato cheio para trilhas sonoras. E aqui não é diferente. A trilha composta por Christophe Beck é feita na medida certa para fazer rir quando precisa e emocionar quando necessário. É impossível você não se pegar lacrimejando ou até mesmo chorando durante a sessão. Filmes da Disney são especialistas nisso, e Frozen não é diferente. Temas como “Quer brincar na neve?”, “Uma vez na eternidade” e “Livre Estou” (“Let it Go”), que inclusive ganhou o Oscar de Melhor Canção Original, são para te levar para dentro da história de uma maneira arrebatadora. Impecável. “Let it Go” mostra um poder incrível de combinação com a trama do filme, algo semelhante a “Hakuna Matata” em O Rei Leão.

O roteiro do filme brinca com clichês dos próprios contos de fadas da Disney. Será que aqui o beijo resolverá tudo? Bem, o que posso dizer é que é inacreditável e incrível o modo como o final acontece.

Visualmente lindo e tecnicamente perfeito. Assim é Frozen: Uma Aventura Congelante, um filme para rir, emocionar, chorar… Enfim, para fazer você se sentir mais humano, como a maioria das histórias Disney.

Nota 10

Frozen, 2013. Direção: Chris Buck e Jennifer Lee. Com as vozes originais de: Kristen Bell, Idina Menzel, Jonathan Groff, Josh Gad, Santino Fontana, Alan Tudyk, Ciarán Hinds, Chris Williams. 102 Min. Animação.

ass_evilmar

ass_nayara

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s