Cinema: Ventos de Agosto

Histórias não se desenvolvem e Ventos de Agosto acaba sendo decepcionante.

Histórias não se desenvolvem e Ventos de Agosto acaba sendo decepcionante.

Ventos de Agosto, dirigido por Gabriel Mascaro, tenta ser um filme cabeça. É uma pena que tenha ficado apenas na tentativa. O filme acaba intercalando várias histórias durante a trama, e acaba fazendo com que essas histórias sejam desinteressantes.

Podemos dizer que o filme está dividido em três atos: o primeiro deles é a história de Shirley, uma menina do interior que mora em um local onde trabalha com catadores de coco e quando está em casa, cuida da avó, que já está muito idosa. Shirley não gosta do local, porém guarda isso só para ela; O segundo ato é quando aparece um homem de fora para estudar os ventos do local. E essa é parte mais parada do filme, porque não se sabe em momento algum para que este indivíduo queira captar o som do vento; E o terceiro ato é quando surge um defunto. Lembre-se que quando chegamos aqui, a protagonista Shirley, praticamente foi esquecida na história, ela vira coadjuvante, onde nesse momento Geová Manoel, que interpreta Jeison vira o principal. Esse rapaz se apega pelo corpo do defunto, em que o mesmo está com o rosto desfigurado. O apego é tão grande que Jeison chega até a lavar o defunto. Nessa parte, o filme cria um certo suspense do porquê o apego de Jeison ao morto. Porém, quando parecia que nesse momento o filme ficaria melhor, nada acontece.

Se Ventos de Agosto fosse um filme de comédia, teria se saído bem melhor. O roteiro tem alguns diálogos engraçados, porém é um filme de drama que foi feito para ser levado a sério. O principal erro está no roteiro, no qual nenhuma das histórias os protagonistas desenvolvem seus conflitos. Shirley não gosta do local onde vive, mas sofre calada. O rapaz que vai captar os ventos, fica só nisso e Jeison depois de ter um fascínio pelo defunto o deixa de lado tão rápido como foi sua afeição. Resumindo: é um filme muito parado.

Gabriel Mascaro utiliza uma fotografia belíssima no filme, além de usar na trilha um rock clássico e não tem medo de colocar na tela a nudez frontal de seus protagonistas. Um filme ousado e complexo, porém não o suficiente para ser marcante.

Nota 4

Ventos de Agosto, 2014. Direção: Gabriel Mascaro. Com: Dandara de Morais, Geová Manoel, Antônio José, Gabriel Mascaro, Rachel Ellis. 80 min. Drama.

ass_evilmar

ass_nayara

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s