Cinema: A Travessia

A Travessia

Já imaginou uma pessoa andar na corda bamba a mais de quatrocentos metros de altura? A Travessia conta uma história real do equilibrista francês Philippe Petit que realizou uma travessia do alto das Torres Gêmeas. Tudo feito de maneira ilegal, mas a travessia girava em torno do sonho do equilibrista, que queria realizá-lo de qualquer maneira.

Dirigido por Robert Zemeckis, o filme aborda desde o início da carreira de Petit. Com uma narrativa rápida, Zemeckis logo nos apresenta os personagens que ajudaram o equilibrista a realizar o seu sonho. Apesar da rapidez, o espectador não fica perdido, graças a excelente montagem do filme. Outro ponto importante é o movimento de câmera utilizado pelo diretor. Sua câmera viaja sobre o céu americano, indo de cima a baixo em algumas cenas, aproveitando assim a linda fotografia do filme.

A graça do filme está no desenrolar para a execução da travessia. Narrado em primeira pessoa, o personagem Petit fala logo no início do filme, do alto da Estátua da Liberdade, que contará como ele fez para atravessar os prédios. Porém, Zemeckis prefere contar a história pelo viés mágico que o cinema proporciona, e deixa de lado por exemplo, questões financeiras de viagem e de material para a travessia ser realizada. Isso faz com que o filme seja visualmente lindo, com as cores utilizadas pelo diretor.

Destaque para Joseph Gordon-Levitt, que interpreta Philippe Petit. Seu personagem é simpático, astuto e por que não dizer, galanteador, porque com o modo como ele vai nos contando a história, é como se ele estivesse nos seduzindo para dentro da sua aventura. Joseph também entrega uma atuação forte em alguns momentos, seu personagem passa por algumas mudanças psicológicas, mas não deixa para trás o sonho que persegue. Completam o elenco, Ben Kingsley como o seu mentor, Clément Sibony e Charlotte Le Bon.

O longa também vai muito bem na parte técnica. A sua trilha sonora intensa causa tensão. O som utilizado no filme também é espetacular. E méritos também para Zemeckis que utilizou muito bem o 3D, tanto na profundidade como com objetos próximos a tela.

A Travessia é cinema de ótima qualidade. É Robert Zemeckis voltando a dirigir muito bem, e com certeza esse filme entra para a galeria dos melhores deste excelente diretor.

Nota 9

The Walk, 2015. Direção: Robert Zemeckis. Com: Joseph Gordon-Levitt, Ben Kingsley, Clément Sibony, Charlotte Le Bon, Inka Malovic, Jean-Robert Bourdage. 123 Min. Drama.

ass_evilmar

ass_nayara

Um pensamento sobre “Cinema: A Travessia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s