Séries: How to Get Away With Murder

how

Quem é capaz de resistir às duas primeiras cenas desta série, na abertura do primeiro episódio, somos jogados em um crime envolvendo um corpo e um grupo de jovens. Em seguida podemos conhecer a força matriz, ou simplesmente a alma da série: Annalise Keating (Viola Davis), advogada criminalista de sucesso e professora temida por todos que frequentam suas aulas. Viola mostra na telinha o grandioso talento que já conhecemos das telonas, aqui ela faz o contraponto necessário entre a mulher de sucesso, que sabe o que faz na vida profissional e uma mulher recheada por problemas pessoais. Por muitos momentos na primeira temporada podemos nos deliciar com os posicionamentos marcantes da personagem, que não teme um júri, que vai sempre lutar pelos interesses de seus clientes, porém ao terminar o dia de trabalho, ao chegar em casa, podemos perceber que aquela mulher forte, carrega problemas pessoais, e que estes, lhe atormentam a vida, que na solidão do quarto, a rocha que Annalise é, desmorona. A cena em que Annalise retira toda a maquiagem e acessórios é de fazer qualquer telespectador tremer.

A série durante toda a sua primeira temporada faz o telespectador se retorcer ao fim de cada episódio, pois o suspense é algo recorrente nela e um ingrediente utilizado de forma impar. Somos levados a assistir aos 15 episódios que formam a primeira temporada, para podermos chegar a uma solução, agora não entendam isso como prejudicial, os roteiristas dosaram muito bem os suspenses, tudo tem o tempo correto de ser revelado.

how2

Além de Viola, a série conta com um elenco de apoio que cumpri com maestria a função a ser desempenhada. Todos os personagens são muito bem representados, não existe elemento deslocado na série, todos estão ali por algum motivo. O elenco de co-protagonistas é composto por: Liza Weil (Bonnie Winterbottom), mais que uma secretária para Annalise, segredos existem no passado de Bonnie que a fazem ser importante ao lado de sua chefa. Charlie Weber (Frank Delfi), se Bonnie pode ser considerado um dos braços de Annalise, não será também o direito, pois esse posto pertence a Frank, capaz até mesmo de sujar as próprias mãos para que sua chefa alcance os objetivos pretendidos. Karla Souza (Laurel Castillo), Matt McGorry (Asher Millstone), Aja Naomi King (Michaela Pratt), Jack Falahee (Connor Walsh), Alfred Enoch (Wes Gibbins), formam o time de alunos escolhidos por Annalise para trabalharem em seu escritório. E assim, como é de se esperar, todos os alunos escolhidos possuem seus talentos, que vão sendo revelados no decorrer da temporada inicial. O destaque entre o grupo de alunos fica por conta de Wes Gibbins (Alfred Enoch), conhecido do grande público por ter participado da franquia Harry Potter em que deu vida ao personagem Dino Thomas. Gibbins é o mais desnorteado do grupo, perdido com o mundo jurídico e como funcionam as engrenagens da defesa, seu personagem torna-se de grande relevância ao se aproximar de sua professora, ao se colocar em igual para com a mestra, o que faz com que Annalise o veja de forma diferencial. Destaque também para Connor Walsh (Jack Falahee), que chega de forma discreta nas primeiras cenas, em que podemos cometer o erro de vê-lo apenas como mais um rostinho bonito em uma série norte-americana, mas desde o primeiro episódio percebemos que Connor é diferente. O simples fato do personagem ser gay e despido daqueles estereótipos já tão batidos do cinema e da televisão já chama atenção. Connor sabe o que quer e como conseguir, usa de sua beleza e de seu sex appeal para se destacar e fazer com que sua professora o veja de forma diferente.

Completando o elenco fixo da primeira temporada encontramos Rebecca Sutter (Katie Findlay) e Sam Keating (Tom Verica), dois personagens ligados entre si e que aos poucos vão causando as reviravoltas que a série nos apresenta. Todos os personagens têm suas vidas pessoais reveladas e remexidas no transcorrer dos episódios, ninguém é visto como anjo ou demônio, todos tem seus momentos de santidade e outros nem tão puros assim.

Quem assistir o primeiro episódio não conseguirá desgrudar da frente da TV antes de vê solucionado todos os mistérios levantados na temporada, ou não, talvez restem incógnitas a serem resolvidas no futuro.

ass_manoel

ass_nayara

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s